quarta-feira, maio 29, 2013

Os "Sem-noção"

Joselito "sem-noção"-personagem do programa "Hermes & Renato",exibido na MTV Brasil. Joselito não sabe brincar!

                                                             

   Há muito tempo que tenho vontade de falar sobre essa nova geração de adolescentes,ao menos sobre os brasileiros (ou cariocas,para "delimitar" mais e mais o meu "objeto de pesquisa").Faltava-me tempo,palavras,não sabia bem por onde começar...Até ler esse texto(clique para lê-lo) ontem a noite. Regis Tadeu,o autor,é aquele crítico musical que tinha um quadro no programa "Superpop",comandado por Luciana Gimenez,na Rede TV,quadro este em que ele quebrava CD's que considerava péssimos.Lembram-se dele?

   Pois então,meus caros! Eu,como professora em pleno exercício da função nas esferas municipal e estadual,lecionando no Ensino Fundamental I e no Ensino Médio,asseguro-lhes de que essa geração de "teens" é a "Geração Sem Noção"!

                             Sem noção de:


  • que fones de ouvido DEVEM ser usados nas ruas e nos transportes coletivos,mas NÃO em sala de aula!Nem é pra ficar ouvindo música em sala de aula,a não ser que a aula envolva música;
  • que não se pode conversar durantes testes/provas. Sabe o que acontece quando alguém conversa durante a aplicação de uma prova de concurso público?! Ah,não?! Experimente só pra ver o que acontece,meu filho!
  • que,ao adentrar uma sala de aula,pede-se licença! Dói fazer isso?!
  • que não se deve usar vocabulário chulo em uma sala de aula! Já usou Cepacol hoje?!
  • que NINGUÉM,exceto o(s) INTERLOCUTOR(es),precisa(m) saber o que é falado em uma conversa.E,como muita gente já perdeu a noção do seu próprio tom de voz,acabam por só se comunicarem através de gritos! Um simples pedido para ir ao banheiro/beber água vindo de um aluno é,na maioria das vezes,gritado!
  • que o mundo não é obrigado a achar que o funk atual é lindo! E outra: existem outros gêneros musicais maravilhosos que os "sem-noção" deveriam conhecer,tais como a música clássica,o chorinho e a bossa nova e também há pessoas que não dão um "play" apenas,mas tocam instrumentos musicais como: piano,flauta,guitarra,violino,baixo,bateria,etc.

        É...os "sem-noção" acham que todo mundo vive no limitado mundinho espiritualmente pobre deles! Acham que todo mundo é desbocado e mau-educado e aí, "a gente se entende,tamu juntu i mixturadu"! Só que,na realidade,as coisas não são bem assim... Os "sem-noção" são uma geração de sociopatas(pessoas com dificuldades de conviverem em sociedade);eles têm muita dificuldade em aceitarem o "novo",o "diferente"...É uma geração que,infelizmente,vai aprender a "se enquadrar" na base da porrada,pois a maior professora que existe chama-se VIDA. E,como dizem por aí,"a vida ensina..."

        Lamento muitíssimo pelo ocorrido com o jovem pianista(cuja história foi relatada na crônica de Régis Tadeu)! Tenho certeza de que ele tinha as melhores das intenções ao se apresentar para os alunos da referida escola,localizada em Campinas,SP.Até porque nós,como professores,devemos sempre levar o "novo"," o "diferente" aos nossos alunos! Mas...e aí?? Nessa escola,o "novo"(o chorinho e a música clássica) foi levado aos alunos.A recepção por parte deles: xingamentos,vaias,humilhações...CULPA DO PROFESSOR?!


Pianista André Mehmari,vaiado por alunos de uma escola de Campinas,por tocar música clássica e chorinho.



    Até mesmo os funks antigos sofrem rejeição por parte dos "sem-noção".Um amigo professor da Prefeitura do Rio levou uma música de "Claudinho & Buchecha" para uma de suas turmas.Imediatamente,a reação dos alunos foi:

                           
                        "Tira essa M* de música daqui!
                                     (Para vocês verem o nível dos "sem-noção"!)


Claudinho & Buchecha cantavam funks românticos e de protesto.
                                     

          Foi como o próprio Régis Tadeu disse: 

              "Salvo raríssimas exceções..."! 


        É claro que não são todos os adolescentes que são "sem-noção",graças às suas famílias,que os educam(porque,na minha opinião,EDUCAÇÃO VEM DE CASA E ESCOLA É LOCAL DE INSTRUÇÃO!).Existem jovens incríveis,talentosos,brilhantes...Mas o nosso sistema prioriza quem não quer nada com nada,vide os "projetos autonomias"da vida!
        
        E para quem não concorda com nada do que escrevi aqui,uma dica: fique por 1 semana(é mais que suficiente!) em uma escola particular ou pública carioca! Depois dessa experiência,a gente debate! Ficar por aí criticando professores é mole! Quero ver ser professor no Rio de Janeiro!


    Até a próxima!


3 comentários:

FabioGnecco disse...

de fato, falta respeito entre as pessoas... é triste ler essas coisas... as pessoas acabam se fechando para outros tipos de coisas que desconhecem... acabam deixando o gosto limitado por conta de um preconceito ridiculo ):

Florzinha disse...

Concordo! São regras muito básicas de boa convivência a que a maioria das crianças não são apresentadas, pq é muito mais fácil dizer "tá bom, vai, faz o q vc quiser" do que corrigir. E alguém andou contando uma historia aí de que as coisas são fáceis, que a vida é legal e a escola é divertida. Muita coisa errada...

Prof. Adinalzir disse...

Infelizmente são muitos os sem noção nesse país. Parabéns pelo blog!