segunda-feira, julho 15, 2013

O mundo dos estereótipos e dos equívocos

   Olá! 

   Hoje,serão três reflexões sobre assuntos que se entrelaçam. Boa leitura a todos e sintam-se à vontade para comentarem!


*****************************************************************

  Não venham me dizer que a adolescência é a fase mais bela da vida. Penso que esta seja A MAIS CRUEL fase e vou lhes dizer porque. Não há nada mais cruel para um adolescente do que se sentir UM PEIXE FORA D'ÁGUA EM UM MAR DE MEDIOCRIDADES! Se sentir um E.T. ao falar com um par de mesma idade sobre qualquer assunto que pertença AO SEU MUNDO,AO SEU UNIVERSO! Por isso que muitos adolescentes falam sozinhos,pois buscam,ao vento(ou no próprio vento) alguém que os ouça,um interlocutor!

  Até hoje,eu busco meu interlocutor.Mas eu já passei faz tempo dessa tão bela e cruel fase da vida...

A atriz Bianca Comparato como a adolescente Ana,na maravilhosa série "A Menina sem Qualidades" (MTV).Bem longe de ser medíocre,como a maioria dos adolescentes dos dias de hoje
                 

           *****************************************************

  A sociedade cobra muito das mulheres! Se você não usa salto,não gosta de rosa,não pensa em ser mãe,não pinta as unhas nem usa maquiagem,logo você é lésbica (Ops!Sempre achei que lésbica fosse uma mulher que sentisse atração por mulheres,certo?! Mas...)! Daí,se você curte futebol,se a maioria dos seus amigos são homens e se você é independente...Hummmm,isso assusta os homens! A sociedade diz que você tem que ser "feminina" (leia-se "passivona"),ser frágil,para o cara achar que você precisa ser protegida!(Olha,que lindo!).Onde isso está escrito,afinal?! Quem "dita" como devo ser,agir e pensar??? E eu aqui,na minha inocência,achando que eu poderia ser quem eu quisesse e estar aonde eu quisesse...Mas quem "ousar" ser quem quiser,pagará o preço,meus caros!Sair da "forminha" é para poucas!E isso incomoda muita gente...
  Com o objetivo de conquistar um marido a todo custo,você abre mão de ser aquela mulher segura,com a autoestima lá no alto e aceita ser a "empreguete" vip de um cara,por puro medo de ficar sozinha,"pra titia",encalhada! E você resolve escolher um cara que acha que serviço doméstico é coisa de mulher e que se recusa a dividir as tarefas com você! Isso me faz lembrar aquele famoso livro argentino "Não sou feliz,mas tenho marido!",que foi adaptado para o teatro e a peça, aqui no Brasil,foi maravilhosamente encenada pela atriz Zezé Polessa.



Cartaz da peça "Não sou feliz,mas tenho marido!"
                              
     Você acaba por perder a sua individualidade,a sua vida própria!É que,infelizmente, muita gente pensa que,ao se casar,a sua vida "individual" morre e a mulher deve "assumir o papel": tudo,daí pra frente,passa a ser feito junto com o companheiro/marido! Acabaram-se as saídas com amigos e encontros com irmãos,tios e primos! Fala sério,né! Vai que você queira ver um filme,mas seu marido,por algum motivo,não queira vê-lo?! Você,então,não vai ao cinema por causa disso?! Pense bem...


      ************************************************************
Ana Maria Braga,é  "Menos você"!
                                                  
     
     E para fecharmos com chave de ouro,sexta-feira passada (12 de julho),lá estava eu,em uma sala de espera médica,onde havia uma TV ligada no Programa "Mais Você", apresentado por Ana Maria Braga,na Globo. Quem me conhece,sabe bem que detesto esse programa! Acho que ele deveria se chamar "Menos você",por inúmeros motivos! E, justamente, neste último dia 12,foi exibida uma matéria que reforçou mais ainda os motivos que me levam a querer que o nome do programa seja mudado (clique aqui para ver o video)! A matéria mostra as "meninas-molecas":skatistas, amantes do futebol,etc! Em pleno 2013,ainda tem gente que acha que essas mulheres necessitam ser "estudadas","analisadas",como se fossem animais exóticos! A própria mãe de uma das meninas mostradas demonstrou claramente o seu descontentamento pelo fato de a filha não ser chegada a "coisas de menininha", leia-se: maquiagem,chapinha,salto alto,etc. O repórter foi até a casa dessa menina,que se chama Beatriz,só para poder ver o guarda-roupa dela e tentar encontrar algum "traço de feminilidade" nele,algum salto,algum batom,algo que a sociedade considera como sendo "de mulher"! 

                     
Meninas que fazem "coisas de menino"! Termo pra lá de ultrapassado!
                           

   Ficou estampada na cara de Ana Maria Braga a "reprovação" em relação às meninas,principalmente quando ela fala que "a Bia é bonita" (com cara de falsidade!), "a Bia é gente boíssima" (foi isso mesmo que ela falou, gente!!!!) e "boa moleca" (putz!!!). Para a maioria das pessoas, gostar de futebol, de andar de skate, de heavy metal, de quadrinhos (pasmem!) é coisa de lésbica! Se você não se maquia, é lésbica! Se você não usa salto alto, é lésbica! Se você odeia chapinha, ih, é lésbica também! Se você não pinta as unhas... UÉ,EU JÁ NÃO DISSE ISSO ANTES?????


Serei menos mulher se preferir um par de All Star a um par de saltos?!
                             


    Matéria superficial! Ao invés de perguntarem coisas profundas (do tipo: o que as meninas pensam sobre si mesmas,o que elas acham que a sociedade pensa sobre elas e coisas mais relevantes nesse nível), puxaram para o lado da vaidade feminina, reforçando mais ainda que aquele estilo de vida não é "feminino", não é "normal"! No entanto, algumas poucas coisas se salvaram nessa matéria: uma das meninas que jogam futebol disse que "bateu o pé" para ser aceita no time, já que na escola dela é: balé,"para as meninas" e futebol, "para os meninos"! Além disso,todas as meninas mostradas na reportagem parecem que se sentem bem a vontade sendo desse jeito,que não pretendem mudar e ainda querem um homem (sim,galera! Elas são heterossexuais! Ou vocês pensaram que não fossem?!) que as RESPEITEM, QUE AS ACEITEM COMO SÃO,QUE GOSTEM DAS MESMAS COISAS QUE ELAS! Ou seja,esse programa medíocre que se chama "Mais Você", embora tenha esse nome "empoderador", te induz a pensar que você PRECISA MUDAR! Então, é MENOS VOCÊ mesmo, porque você não está dentro dos padrões impostos pela sociedade!
   




                               

4 comentários:

Carolina Machado disse...

Acho um absurdo essa ideia de que "isso é coisa de menina" e "aquilo é coisa de menino". Culpa da sociedade machista que criou a mulher pra ficar dentro de casa e servir de apêndice do homem...

Eu não quero me casar e nem ter filhos, uma opção minha que a sociedade cobra. Ninguem tem muita coragem de ser diferente, ser aquilo que realmente é... Uma pena.

Esse mundo é um eterno "parecer alguma coisa"

FabioGnecco disse...

É Verdade Que A Longo Tempo A Tv Tem Se Mostrado Como Mais Uma Forma De Lavagem Na Cabeça De Toda A Sociedade
Eu Conheço Garotas Que Andam De Skate, E Elas Já Me Falaram Que Ou Os Pais Ou Alguém Conhecido, Já Comentou Que Skate É Esporte De Homem bla bla bla
A Influencia Da TV É Tão Grande, Que Várias São As Vezes Já Me Falaram Para Voltar A Comer Carne (virei vegan nesse começo de ano... vegetariano desde 2009) E, No Meio Disso, Citarem Alguma Coisa Que Tenha Passado Na TV
Eu Só Ri rs
Bem, Que Continuemos Sendo Nós Mesmos

Joyce Lemos disse...

Texto irretocável. Concordo em tudo, Gabby! Não tenho nem o que comentar.

Maria Valéria disse...

Cheguei no seu blog atras do seu guest post no blog da Lola.
Deixei um comentário lá para você.
Parabéns pelo post. E ...gostaria de ser sua amiga !;) beijos