sábado, abril 22, 2006

Nietzsche e a Educação dos nosso dias

Friedrich Nietzsche,filósofo alemão(1844-1900)


Eu,como universitária,e apaixonada por filosofia,não posso deixar de refletir sobre a Educação de nossos dias.
Utimamente,eu e meu pai temos discutido bastante sobre o fato de que,a universidade brasileira educa para o mercado de trabalho,desprivilegiando a elevação cultural.Infelizmente,muitas pessoas acham que estou exagerando!!Mas basta passar,por exemplo,na Faculdade de Letras da UFRJ e você encontrará "amebas" que dizem que LITERATURA NÃO SERVE DE NADA!!!PESSOAS QUE CURSAM A FACULDADE DE LETRAS AFIRMANDO QUE QUEREM SER PROFESSORES DE LÍNGUA E NÃO DE LITERATURA(COMO SE O ENSINO DA LÍNGUA,OU MELHOR,UM ENSINO DE QUALIDADE DA LÍNGUA,PUDESSE SER DESVINCULADO DE LITERATURA).O CARA NÃO CONSEGUE VER QUE NÃO ADIANTA FALAR "I SPEAK ENGLISH" OU "HABLO ESPAÑOL"OU ATÉ MESMO "FALO PORTUGUÊS" SEM NEM MESMO SABER QUEM FOI SHAKESPEARE,CORTAZAR E MACHADO DE ASSIS,POR EXEMPLO,RESPECTIVAMENTE.Vou dar outro exemplo:passe em frente a Faculdade de Direito da UFRJ que você vai ver um monte de playboys e patricinhas escutando aquele funkão maneiro.O QUE É ISSO????QUE PORCARIA DE ADVOGADO VAI SER ISSO????E por aí vai.Ficaria a vida inteira falando das mentes de médicos,advogados,engenheiros,etc...
Muitas pessoas compram a Folha Dirigida somente para ficarem a par dos concursos públicos e infelizmente nem reparam nos maravilhosos artigos sobre Educação.Semana passada encontrei um intitulado:"Nietzsche e a Educação de nossos dias".Falava justamente sobre a ruína do ensino superior.Nas palavras do próprio filósofo Friedrich Nietzsche,"o Ocidente está doente e caminha a passos largos para um período em decadência".E uma das soluções para combater isso é a educação superior da humanidade.Vou deixar aqui trechos do artigo:

"a crítica nietzscheana aos estabelecimentos de ensino da Alemanha do séc.XIX,pode ser,perfeitamente,aplicada à educação dos nossos dias.Essa educação está fundada em uma tendência niveladora,que tenta abolir as singularidades,procurando tornar todos os cidadãos iguais por decreto.(...)É necessário educar todo mundo,mas em razão de que?(...)Há justamente um prozaico interesse econômico.Por que é necessário educar a todos de forma rápida e uniforme?Para responder às necessidades do mercado(...)Foi deixada de lado a formação que exige a elevação cultural(...)A formação demorada é entendida como perda de tempo.O mercado não necessita de pessoas cultas,amadurecidas e equilibradas,senão produtores em série para um desempenho pontual e específico(...)A educação moderna está calcada na ideologia da fábrica,na qual cada aluno deve aprender a apertar corretamente um parafuso(...)A universidade rumina os próprios conhecimentos,a sua estéril erudição sem preocupar-se com aplicar esse saber à vida(...)Nietzsche apresenta outro paradigma educativo.Sem negar a necessidade de preparar para a profissão,é essencial incentivar a cultura(...)O educador deve instigar cada aluno a encontrar seu próprio caminho(...)"*

Bem,depois dessas palavras maravilhosas,fico até sem-graça de acrescentar alguma coisa!!Mas vou dar-lhes um conselho:leia a Folha Dirigida de cabo a rabo!!!!Vocês vão ver que não estou exagerando!!!


*artigo escrito por Miguel Angel de Barrenechea,Doutor em Filosofia,professor do Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Documento,do Mestrado em Pedagogia do Centro de Ciências Humanas da Uni-Rio.

6 comentários:

tenore ligiero disse...

Concordo. Venho observando essa crise na qual o sistema de ensino superior está submetido. A regra dos phdeuses é "FAZ O QUE EU FALO, NÃO FAZ O QUE EU FAÇO". Lamentavelmente, é a isso que estamos expostos... Ademais, a universidade não deixa de ser uma instituição de ensino diferente da escola ( do ponto de vista político. Ambas têm o papel de reproduzir os mecanismos de sujeição e de exercício do poder legítimo,__ digo isso porque tenho lido ALTHUSSER__,por isso o ensino se resume a uma formação medíocre e sempre descompassada em relação ao mercado de trabalho. Na verdade, eu diria que esse é, de fato, o papel das intituições de ensino. Mudar esse quadro é remar contra a maré...

Ideologia Independente disse...

Olá!!!

Gabriela...
Quero montar um projeto de um site onde colocaria em pauta comentários todos os assuntos da atualidade discussão sobre tudo que ocorre no mundo globalizado de hoje, mas lado que eu quero abordar não é bem o lado que a mídia nos traz mas sim os lados nus e crus das notícias, algo do tipo como mídia Livre, tenho um amigo que se propôs a montar o site, e eu entraria com o lado das reportagens, sei também que isto é uma tarefa muito difícil,porem, com muitos méritos de satisfação pessoal de tentar abrir os olhos da humanidade.....
eu pretendo ter contato com vários universitários de todas as regiões do Brasil para que consiga obter o maior numero de matrérias possíveis....
também sou universitário faço Engenharia de Alimentos no interior de São Paulo precisamente em Adamantina.......
Bom até agora tem este amigo que é estudante de Gerenciamento de Redes e um outro que faz história, mas todos com o mesmo ideal sem fins lucrativos apenas por satisfação.
Vendo que você tem ideais como o nosso, ficaríamos honrados em ter você neste projeto expondo suas idéias, sei também que a principio você irá estranhar o modo como estamos querendo expor tudo isto,mas para provar a nossa integridade seria muito interessante no começo montarmos um flog juntos, até que as coisas engrenem.....
fico no aguardo de sua resposta...
ps. se você tiver Msn me adicione e ai comento mais e explico tudo com mais detalhes....
bigrod_13@hotmail.com

fico no aguardo de sua resposta perdoe-me por demorar a responder seu e-mail... é que estou em semana de provas na faculdade .....
abraços até um próximo contato!

Ideologia Independente disse...

Meu comentário em relação a sua ultima publicação é o seguinte:
"Não deixe a escola atrapalhar seus estudos."....
concordo plenamente com você!

Douglas Diegues disse...

Oi Gabriela. Todo biene? Gracias por seu comentário em mio blog. Fico feliz de saber que vc gostou da idéia do portunhol selvagem etc. Nem todo estudante de letras tem a cabeza aberta assim. Fico feliz mesmo.Estou em Assuncion, Paraguai, lanzando um livro sobre música e arte da palavra Mbyá Guarani. O Livro vem acompanhado de um CD e traz um belo poema-apresentacione inédito do meu querido amigo Manoel de Barros, que atualmente é o único escritor que me dá forza aqui em MS, o resto só mete o pau em mim, por inveja, por ciume, por raiva mesmo (hehehehehe...) Hoje to feliz porque um dos suplementos literários mais importantes de Buenos Aires, a revista Ñ, do jornal El Clarin, dedicou uma página inteira aos meus sonetos selvagens publicados lá. Me escreva um mail com seu enderezo que eu quero lhe enviar meus livros. Meu mail é douglasdiegues@yahoo.com ou douglasdiegues@hotmail.com
Chauzinho, amizade, carinho, Douglas.

Solitude disse...

Concordo com você em bastantecoisa, mas não acho que a Universidade brasileira simplesmente eduque para o mercado e elevação cultural nada! Existem inúmeros casos e são necessários recortes menos ríspidos para não podar nada de importante. Mas a mercantilização do ensino e algo patente e crescente. Ela ainda não esta dada! É uma fornalha no fim do túnel. E além disso é preciso que haja por parte dos estudantes (ja educados desde a infância) uma vontade de procurar obter da universsidade mais do que um mero, no entanto, concorrido, diploma de nível superior. é preciso participar das instâncias, dos debates, da pesquisa, extensão e o escambau. Participar da construção da universidade com "elevado nível cultural", pressupõe não encara-la como um escolão.
Fofinha eu adorei o seu texto. Por favor não me entenda mau!!!!

Continue assim!!!!

whisper disse...

obrigado pela visita e pelo comment :) ja tenho novo post após tanto tempo desaparecida :) dei uma vista de olhos pelos teu novos trabalhos... é muito bom ver alguém com opinião propria. continua! beijinhos