quarta-feira, setembro 27, 2006

"TEMQUE"(PARTE I)

Eu sou fã da Barbie,mas ser magrela como ela...tô fora!


Não agüento mais esse papo de que a mulher tem que fazer a sobrancelha,tem que alisar e pintar os cabelos de loiro(porque é bonito,porque os homens preferem as loiras,embora elas sejam vítimas de piadas relacionadas à burrice...),tem que se equilibrar num salto 15(como eu odeio salto...),tem que ter barriga "tanquinho",ser "sarada",pra usar fio-dental em Ipanema e em Copacabana,tem que se depilar toda(pernas,buço,axilas,partes íntimas e até os braços,como fazem algumas doidas),tem que ter bunda e peitos grandes e para tal,colocam silicone e disputam pra verem quem colocou mais(mais a frente,falarei disso com mais calma!!!),tem que ter bocão(AH!ESSA É NOVA!A MODA AGORA É COLOCAR SILICONE PRA TER BOCÃO DA JOLIE E DA CICARELLI!!!!!),temque,temque,temque...UMA PINÓIA!!!!!!
Será que a mulher não tem direito de ser tudo isso ao contrário e ainda SER CONSIDERADA BONITA E ATRAENTE?
Certo dia,em uma aula de espanhol,um professor perguntou aos alunos se eles estavam satisfeitos com as suas aparências.Houve uma aluna,uma química industrial,magérrima e branca tal qual cera,que disse querer ficar mais magra ainda(GOOD LORD!!!!).Um outro aluno disse querer ter músculos definidos(e,diga-se de passagem,se ele começar a malhar,ganhará músculos mas,em contrapartida,perderá cérebro!!!).Mas houve uma aluna,uma garota até bem novinha,que disparou "eu estou muito satisfeita comigo,por incrível que pareça!"Todos os alunos,sem exceção,riram,inclusive o professor.Este ainda ironizou que a aluna seria uma espécie de SER SUPERIOR.Pois é,meus amigos,NINGUÉM É FELIZ COM A SUA APARÊNCIA!!!!!!
Já não agüento mais ligar a televisão e ver "matérias"do tipo:"CONHEÇA O TIME DAS SILICONADAS","BRASIL É CAMPEÃO MUNDIAL NAS CIRÚRGIAS PLÁS TICAS",'BRASIL ESTÁ EM PRIMEIRO LUGAR EM INSATISFAÇÃO COM A BELEZA",etc. & tal.Hoje mesmo,vi uma reportagem sobre "Escova Progressiva"(a praga da vez no Brasil).Entrevistaram "umas mina de Sampa",na lendária Praça da Sé.todas detestavam ter cabelos crespos ou cacheados e a repórter ainda completou dizendo que,em uma pesquisa realizada nas principais capitais brasileiras,7 entre 10 mulheres gostariam de ter cabelos lisos(GOOD LORD,AGAIN!!!!).Aí,apareceu uma mulata,lindíssima,gerente de banco,que disse jamais assumir os cachos!!!!Ela é uma verdadeira ESCRAVA DA BELEZA:3 VEZES NA SEMANA FAZ ESSA DROGA DE CHAPINHA.Eu cá com meus botões,penso:QUANTA COISA ÚTIL ELA PODERIA FAZER NESSE TEMPO QUE PASSA NO SALÃO????
O que me irrita é esse "temque" ser magra,magérrima.Aliás,isso já virou doença(anorexia,bulimia...A primeira,o sujeito não come,não come,não come e aí,o coração dá "chabú",entre outras coisas.A segunda,a pessoa come,come, come,sente uma baita culpa e aí força o vômito.É,meus caros,são as doenças da beleza.A PUC-Rio(Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro) já possui um Núcleo de Doenças da Beleza,para tratar de pessoas que sofrem desses males.
Não sei se há alguém que eu conheça que seja portador dessas doenças.No entanto,não agüento aquela mulherada que só vive na base da barrinha de cereais(o vulgo "alpiste") e do iogurte "light".Nem pensar em doces,bolos...EU ENCHO A BOCA PRA DIZER QUE AMO PÃO DOCE,ENQUANTO ELAS MORREM DE INVEJA.NÃO QUE EU SEJA MAGÉRRIMA(EU NÃO SOU MESMO!!!!MAS SOU FELIZ DO JEITO QUE SOU!!!!EU SOU FÃ DA BARBIE DESDE CRIANÇA,MAS SER MAGRELA QUE NEM ELA...TÔ FORA
A MULHER "TEMQUE" TANTA COISA...SÓ SE ELA QUISER SE DEIXAR LEVAR POR ESSES PADRÕES PRÉ-ESTABELECIDOS PELA SOCIEDADE.NÃO ENTENDO PORQUE DEPOIS DE QUEIMAREM SUTIÃS,CONQUISTAREM O DIREITO AO VOTO,ADENTRAREM DE VEZ O MERCADO DE TRABALHO,ENTRE OUTRAS COISAS,A MULHER PARECE SOFRER UM PROCESSO DE "RETROAÇÃO" NO MUNDO ATUAL.ME IRRITA O FATO DE ESSAS MULHERES FÚTEIS DO BRASIL SE MOSTRAREM LÁ FORA,"QUEIMANDO O FILME" DA VERDADEIRA MULHER BRASILEIRA:A MULHER INTELIGENTE E BATALHADORA!


NA PRÓXIMA CRÔNICA,VOLTAREI A FALAR SOBRE ESSE ASSUNTO!











10 comentários:

Anabelacps disse...

Hei, garota, o que é que você tem contra as magras?! Hein?


Olhe que estou a brincar consigo, gaby! lol

Agora a sério.
Concordo com você. Em Portugal existem muitas mulheres (e olhe que quando digo mulheres é porque não são só meninas adolescentes perdidas entre o amor próprio (auto estima) e o medo pela não aceitação dos outros (complexo de inferioridade)), é porque essa doença, a anorexia, atinge mulheres adultas. Muitas!

Sabia que este mês, no Spain fashion (a feira de moda espanhola), proibiu a inscrição de modelos com elevados índices de magreza?

Desire disse...

Não culpo quem faz a opção por ser magra gorda ou escovada. É matural se procupar com a beleza e o bem estar. Mas é obvio que não podemos ficar caladas diante da exploração desse grande mercado da beleza. Estimula-se novos gostos e pseudo-necessidades para terem (as empresas do ramo) sempre uma consumidora ávida por estar "in". E quando digo "in" falo de estar e "in"clusa dentro das perspectivas de lucros astronômicos de uma Avon ou Boticário(ou outra dessas).
Não tenho posiçoes radicais em relação a isso. Acho saudável ir a um salão e fazer uma escova. Passar um novo baton ou usar um champoo badalado (Não há estudos científicos que indiquem que proceder dessa forma implica em ter atitudes pouco inteligentes ou de ser uma pessoa menos cidadã ou tapada). Apenas sei que existe um exagero. Um exagero tal que multila física e psicosocialmente mulheres de "n" camadas sociais e grupos étnicos. Sobretudo aquelas se distancian do ideal de beleza calcado nos traços europeusa (comum em países outrora colonizados como o nosso).
É preciso ter temperança ao se cuidar da beleza feminina. Esses exageros podem ser bons pra economia, mas são muito ruins para o gênero feminino em geral.
E por falar em temperança. Não entendi na relação entre o fato do aluno, citado no texto, querer ter músculos definidos e o fato de que perderá o cérebro com isso. Uma coisa leva a outra?
Se leva vou deixar de lado meus planos de entrar pra academia.

Eulalia disse...

Acredito naquilo que me faz feliz! Não sou radical,mais é inviável acreditar que alguém que se furta dos "prazares da vida" possa ser normal!
Tudo tem seu ponto de equilíbrio, a questão é encontra-lo.

Kafé Roceiro disse...

É verdade. A mulher sofre muito com essa ditadura da beleza. Não concordo. Acho que as pessoas sabem ser belas naturalmente. Beijos do Kafé.

Dayanne Lima disse...

Olá gabi!
Não sei se vc lembra de mim, fizemos Arte e Educação juntas. Mas o fato eh que estava vagando neste mar de inutilidades que eh o orkut quando me deparo com seu blog. Uma foto belíssima da Barbie (vestido bonito), e um dos textos mais "meus" que já li. Concordo com cada vírgula que vc escreveu. Tambem detesto esta maldita ditadura da beleza que parece que nunca vai ter fim. Mas taambém se nào tiver fim, que se foda! Serei eu até o fim!
Beijos e parabéns pelo trabalho!

Pathy disse...

Oi Gabi!!
Adorei a sua visita, e o comentário no post também. Fico feliz em saber que vc pensa e se sente assim, que vc acredita que toda dor se supera!! Torço pra essa filosofia de vida se espalhar!! =)

Aqui, nesse seu post, acho que isso cai bem:
"Se nós não somos exatamente como gostaríamos, como esperar que os outros sejam inteiramente do nosso agrado?"
- Rotular não tá com nada!!!

Bjo!

Nati disse...

si que es un tema complicado, pienso que todos, sin excepciones, nos encontramos inconformes con algo de nuestra apariencia física, ya ves que la que tiene cabello liso, quiere tenerlo rizado, la de rizos quiere tenerlo liso, la alta quisiera ser más baja, y la baja más alta. Siempre es así, nunca estamos conforme con los que somos. Pero se puede mejorar naturalmente claro está, porque eso de operaciones y de desesperarse por tener cuerpo y cara de barbie no conlleva nada bueno.
Saludos.

Aninha disse...

Oi, Gabriela,

Sim, morei na Suíça, mas porque meu pai aceitou um trabalho no exterior. Na época, eu e Rodrigo ainda éramos menores de idade; por isso fomos com nossos pais - meus irmãos mais velhos já estavam na faculdade ou eram recém-formados... foi legal, aprendi muita coisa!!!

concordo com você: aparência não é tudo. Como dizia Saint-Éxupery, "o essencial é invisível aos olhos"

Beijos e bom fim de semana,

Paz e Bem,

Rogério Saraiva disse...

Olá, Gabi!
Qto tempo, hein? Não te liguei porque a nossa viagem ao Rio foi muito corrida! Dessa vez os parentes tomaram conta e a chuva tb! E como choveu... O único passeio "autenticamente cultural" que fizemos, foi numa segunda-feira. Fomos ao Leblon, na livraria Argumento, participar do lançamento de mais um livro do Millor. Cadê que ele foi? Tava gripado, internado num hospital! Mas, apesar disso, foi muito agradável a noite. Pude conversar um pouco com um dos fundadores do Pasquim, o "Jaguar"!! Uma verdadeira lenda viva! Botequeiro profissional! Hehehehe! Assistimos grandes atores e atrizes lendo em tom dramático e cômico pedaços de vários textos do Millor. Posso destacar: Fernanda Montenegro, Marco Nanini, Débora Bloch, Pedro Cardoso, Camila Pitanga, entre muitos outros. Tudo isso, sem pagar nada, com pouca gente, nada de tietagens e regado a muito vinho (de boa qualidade!), salgadinhos, tudo de graça! Pra não dizer que foi tudo de graça, contribui com a livraria, comprando um pocket-book do Nicolau Maquiavel "O Príncipe". Mas não se preocupe que em breve vamos retornar ao Rio. Daí vamos combinar várias coisas. Por exemplo, uma bela peixada na peixaria de Niterói! Um lugar bem pitoresco e que gosto muito!
Sobre a sua reflexão sobre a postura vaidosa e submissa das mulheres em relação aos padrões contemporâneos de beleza, digo que há uma ditadura machista nisso tudo. Isso por que não me canso de afirmar que as mulheres, resguardadas as exceções, são "machistas". Elas dizem aos seus filhos pequenos: filho! Não chora! Olha, homem não chora! - e sendo assim, não choramos. Tudo bem, choramos mas choramos muito pouco. Contidamente. As mulheres estão ainda submissas ao meu ver, ao seu principal problema que é a sua "insegurança". Uma mulher andar com o suvaco peludo e se achar segura de si, é uma dádiva. Uma ode, uma consagração ao individualismo. À sua opinião própria.
Mas resta dizer, que em menor escala, os homens também sofrem desse mal. Dessa insegurança. Eu por exemplo nunca deixei minhas namoradas pagarem a conta. Pior pra mim? Financeiramente, com certeza. Mas a minha educação perante a mulher me conduz assim até hoje.
Há coisas que não mudam facilmente.
O importante é não ficar a mercê delas. Não dar tanta ou nenhuma importância para elas. Ignorá-las, talvez. Quem liga se fulana é loura ou magra? Fodam-se os paradigmas superficiais. Celebremos a atitude! O originalismo e sobretudo, a desalienação humana! Mas para complicar tudo o que disse, fecho o meu pensamento citando Vinícius: que as feias me perdoem...O resto vc já sabe! Risos. Bjos e até o próximo texto!

rc-bruno disse...

olá Gabriela vc ñ me conhece mas eu sou um aluno da escola mario paulo de brito estou aqui para tirar uma duvida essa foto de turma é de que ano se vc puder me responder voi ficar muito grato esse eo meu e-mail edp2008@ig.com.br ou meu orkut rc-bruno@hotmail.com beijos aguardo sua resposta anciosamente.