quarta-feira, março 02, 2011

Sim! Existe vida fora do Rio! Parte II

                                   Para mim,esse é o cartão-postal mais lindo do Rio! 

   Ontem foi aniversário do Rio! 446 anos de muitas alegrias e tristezas... e de problemas! Eu ia postar esse texto ontem mesmo,mas a minha vida corrida de estudante/professora não me permitiu. Mas lá vamos nós de novo!
   No último texto, escrevi sobre cariocas que não conhecem a cidade onde vivem! Não conhecem sua história,não conhecem seus bairros...e ainda falam muito mal da Zona Norte! Nesse post,falarei de alguns problemas que me incomodam muito e que estão deixando a cidade e o Estado do Rio em decadência.Em compensação,outras cidades e Estados brasileiros estão se destacando.
   Como professora,não poderia deixar de mencionar a questão da Educação no Rio. Como já foi divulgado,o Estado do Rio ficou em PENÚLTIMO LUGAR no ranking do IDEB-Índice de Educação Básica , só ficando acima do Estado do Piauí! Isso é vergonhoso! Em pensar que,antigamente,as pessoas vinham de várias partes do Brasil para estudarem aqui,porque em outras regiões a Educação era precária!  Estudar no Rio era status! Aqui se encontravam as melhores escolas do País,como por exemplo, o tradicional   Colégio Pedro II, também famoso por elaborar materiais didáticos que iam para várias outras escolas,dentro e fora de nosso Estado. E o que eu vejo hoje??? Alunos desinteressados,que não sabem nem querem saber para que servem o estudo; professores desmotivados por conta dos baixos salários e da aparente "inutilidade" deles na sociedade...
     Por outro lado,vejo as cidades do interior e outras capitais crescendo a cada dia! As Regiões Centro-Oeste e Norte cresceram muito nos últimos anos! E a Educação também está melhorando nesses lugares.Muitas universidades estaduais e federais foram criadas e a Educação Básica também vem recebendo investimentos. No Estado do Amapá,por exemplo,um professor de 6º a 9º ano ganha por volta de R$ 2 mil, e a evasão escolar em Rondônia é quase zero! De vez em quando,a TV exibe reportagens mostrando crianças enfrentando vários obstáculos para chegarem às suas escolas,principalmente nas regiões ribeirinhas: elas pegam canoa,enfrentam chuva,andam vários quilômetros,etc... Tudo pelo estudo! Isso me comove muito! Já aqui na minha cidade... os alunos possuem Riocard: não pagam passagem, ganham livros, ganham uniforme, podem fazer refeições,etc..mas mesmo assim,não querem estudar!

            As crianças ribeirinhas pegam canoa,enfrentam chuva,andam vários quilômetros,etc...TUDO PELO ESTUDO!
  
      A consequência disso será uma grande carência de mão-de-obra qualificada, que,aliás,já está acontecendo! O que será de nossos estudantes cariocas?! A cidade que, no passado,ditou moda e era referência em várias áreas, hoje precisa aprender e muito com o interior e com as demais capitais! SIM,TEM GENTE AQUI NO RIO QUE NÃO DÁ O BRAÇO A TORCER ADMITINDO ISSO,MAS É A MAIS PURA VERDADE! O Rio está ficando pra trás no quesito Educação! Os nosso governantes estão muito preocupados com a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016,mas a Educação...Foi criado pela SEEDUC-RJ um Plano de Metas, que está fadado ao fracasso,visto que,a meu ver,é só mais uma "camuflagem" para nós professores aprovarmos alunos que nada sabem, a fim de ir "limpar" as estatísticas!
    É muito lamentável! O Rio ontem comemorou seus 446 anos com muitos problemas a serem resolvidos! Onde estão as soluções?!
    

4 comentários:

Guga disse...

Vergonha pura..um estado com a força do RJ ficar em penultimo no ranking é ridiculo...unica coisa boa disso é que pior não dá pra ficar, com um bom trabalho e investimento dos governantes dá pra subir bastante nesse ranking em pouco tempo!!! Investir principalmente nos professores, dando salários e condições de trabalho melhores!!!!

Mari disse...

"mais uma 'camuflagem' para nós professores aprovarmos alunos que nada sabem, a fim de ir 'limpar' as estatísticas!"

Essa frase disse tdo! Eu, como educadora, tenho de transmitir esperança, mas confesso que ando perdendo-a a cada dia.
Lamentável!

João Ferreira Jr. disse...

O texto como sempre é muito bom e esclarecedor.
A visão sua como professora de toda essa bagunça institucionalizada que se tornou a educação no Rio é para mim emocionante. Percebi sua paixão.
Quando pela primeira vez tomei conhecimento de que não mais existia repetência em escolas públicas fiquei chocado, pois isso é premiar o analfabetismo, e ainda bem que reverteram essa vergonha, mas o simples fato de a terem posto em prática um dia sequer é alarmante , e mostra que qualidade na educação só para os filhos dos que podem pagar, e mesmo assim, olhe lá..
Eu até meu segundo ano primário estudei em escola pública e DETESTAVA, e se pudesse não entrava ali nunca mais já quando criança, e nem tinha conhecimento do que era um ensino e estrutura de um bom colégio particular.
Me lembro que professores faltavam, o banheiro era sujo, as paredes da escola era toda descascada em sua pintura, ou seja, um ambiente nada convidativo, e quando minha Mãe abençoada me tirou de lá meu sentimento foi de "Salvação", já que o ambiente era cheio de pequenos marginais, além de tudo.
Tive de repetir de ano, apesar de ter sido aprovado, porque não tinha "base" cultural pra acompanhar a terceira série primária do particular, e minha escola pública era em ponto nobre da zona sul, a Escola Roma no Lido em Copacabana, com vista para a praia e tudo.Era uma porcaria em todos os sentidos.
É preciso se levar o prazer de se frequentar a escola valorizando a pessoa do aluno em todos os aspectos, senão ele tem vontade de ir embora.
Hoje voto nessa escola,e as salas de aula continuam muito precárias e sujas.Uma pena, e sinto pelas crianças que não terão Dona Zuila para resgata-las do pesadelo.
È um conjunto de fatores que motivam os seres humanos, e para mim a educação tinha de ser prioridade máxima do País. Pegassem esses royaltes do Petróleo que somem nas mãos sujas dos políticos e dessem integral para educação e seria pouco para mim.
Enfim, desculpe se me alonguei, mas esse assunto me fez fazer uma viagem nada agradável no tempo.
Parabéns Gabriela, pela sensibilidade.

O caminho do meio disse...

Disse tudo, to pensando em escrever uma crítica ao sistema educacional publico do estado, incluindo algumas prefeituras que forçam o professor a aprovar aluno, se nao o professor é reporvado: possui seu contrato cancelado

abraços. Allan Soria .PS. Vou seguir seu blog