quarta-feira, março 16, 2011

Educação=comércio ou alunos mandam e desmandam!




     Boa Noite!


    Bom,como vocês bem sabem,sou professora de inglês e de português! Gosto do que faço,apesar dos pesares,dos problemas que nós enfrentamos. Pois bem, vou direto ao ponto: a educação no Brasil virou comércio! Hoje,o aluno é cliente e ,se ele não está satisfeito com o "serviço", reclama como qualquer outro consumidor que assinou uma TV a cabo ou uma banda larga,por exemplo. Mandam e desmandam nas escolas e nos cursos de idiomas, falam mal das aulas, do material ,querem tirar o professor da escola/curso,etc. HOJE EU FUI VÍTIMA DESSE TIPO DE GENTE!

    Além de funcionária da SEEDUC-RJ, também trabalho em um famoso curso de inglês,com unidades em todo o país e com bastante publicidade na TV,rádio e outdoors. Nesse semestre, peguei uma turma de adultos de nível intermediário fraquíssima,FRAQUÉRRIMA,cara,em 6 anos de profissão,nunca vi alunos tão fracos! Entrava na sala,aquelas caras de fantasmas deles,de medo,me olhando como seu eu fosse um E.T.! Eles não entendiam NADA,NADA,NADA de inglês! Não entendiam NADA,NADA,NADA do que eu falava! Mal faziam as tarefas do livro do curso! Então,eu comecei a dar uma força pra eles,trazendo material extra e exercícios de revisão! E cá pra nós: SE ELES CHEGARAM NO NÍVEL INTERMEDIÁRIO SEM NADA SABEREM,É CULPA DO CURSO,QUE OBRIGA A NÓS PROFESSORES A INVENTARMOS NOTAS PARA ELES SEREM APROVADOS! E, É CLARO,A FALTA DE ESFORÇO E DEDICAÇÃO DA PARTE DELES TAMBÉM CONTRIBUI PARA O FRACASSO NO APRENDIZADO DA LÍNGUA INGLESA!
   Mas, enfim, o que aconteceu hoje? 3 alunos dessa turma,que apelidei carinhosamente de "MOBRAL",vieram pedir à coordenação que mudassem de professor,alegando os seguintes motivos:

  • "A professora fala inglês o tempo todo e a gente não entende nada";(Ora,se é um curso de inglês,tenho mais é que falar inglês mesmo!)
  • "A professora fala muito rápido!";( Queriam que eu falasse como?! Soletrando?!)
  • "O livro é difícil!"; (Ué,reclama com o dono da marca do curso!)
  • "Não fomos com a cara da professora!";( Que coincidência! Também não fui com a cara deles!)
   Já que se trata de um comércio e ,como todos nós sabemos, O CLIENTE TEM SEMPRE RAZÃO, não serei mais professora dessa turma! Não fiquei surpresa porque, nos dias de hoje,muita gente acha que, se está pagando por algo,então pode fazer o que quer,pode mandar e desmandar! É A LEI DA LADY KATE:"Tô pagano!" Essas pessoas que pensam assim,nem ligam para o professor,que tem contas a pagar,família pra sustentar! São pessoas egocêntricas,mesquinhas e,no meu caso,BURRAS e NÃO SOMENTE DE INGLÊS,MAS DE TUDO! SÃO PESSOAS "TAPADAS",COM UM CONHECIMENTO DE MUNDO LIMITADO! Para vocês terem noção,eles pensam que a capital dos EUA é Nova Iorque!



                                   
                                     Estamos vivendo a Lei da Lady Kate: "Tô pagano!"

   Bom,encerro aqui o meu desabafo! Confesso que só fiquei triste porque meu salário diminuiu!Já a recíproca,essa é verdadeira: EU FIZ VÁRIAS RECLAMAÇÕES SOBRE ESSA TURMA COM A COORDENAÇÃO! É pena que eles nem saibam disso! Mas gostaria,de alguma forma,que eles soubessem,mas não sei como! Me livrei de um stress! Dinheiro a gente corre atrás e recupera.Pior mesmo é recuperar a dignidade e o respeito e esses,com certeza,eu não perdi!

9 comentários:

Arthur Caldas disse...

Realmente é lamentável a situação da educação e ensino do país. A quantidade de pessoas que ganham certificados e diplomas como analfabetos funcionais aumenta vergonhosamente.
Enquanto não existiruma política séria voltada para esta área a situação só tende a piorar. Mas é isso aí. Sem falar no desrespeito aos professores destes país. É levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima!

felipe disse...

de fato, hoje em dia infelizmente o professor tem que aderir a lei do menos esforço. no colégio que dou aula os alunos não sabem ler (alunos de 7º ano ). realmente é complicado.

o que o país precisa entender é que a profissão " professor " é uma das mais importantes, pois para um médico, advogado, adminstrador se formar.. precisaram de quem lá atrás..

by felipe

Suellen disse...

É triste ver o rumo q nossa educação tomou! Anos atrás o professor era uma figura tão respeitada...na minha época de estudante, lembro-me q respeitava demais meus mestres...mas enfim, hoje somos apenas fantoches nas mãos dos alunos e dos "empresários" da educação!

FelipeMarambaia disse...

Ridículo essa situação! Isso foi uma exposição ao ridículo, no mínimo o curso mostrou aos alunos que eles estão acima do professor. Isso não cabe!

Cynthia disse...

pra mim, o que falta é o mínimno de educação e humanidade! As pessoas realmente estão sem limites. E como faz falta a velha pedagogia da cinta!!!! Essa funcionava...
Assistam a esse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=aTvrXb70Ev0&feature=player_embedded

João Ferreira Jr. disse...

O problema na qualificação das pessoas vem da educação básica dentro de casa, e quando não existe e ainda se encontra uma péssima escolar, se formam essas fileiras de incapacitados funcionais da cultura.
Absurdo o curso exigir manipulação de notas, ou seja, essa trurma não consegue acompanhar a aula porque já vem sendo aprovada com desconhecimento da matéria de muito antes de cair na sua sala de aula.
A sua substituição é um erro e um prêmio a burrice.
Quando eu era aluno do antigo 2° grau, lá pelos idos de 1985, um professor foi afastado porque reclamaram que ele era afeminado, e o cara nem me parecia e sim um desses tímidos travados. Covardia.
Deus é perfeito em sua majestade e sabe sempre o que faz, e isso foi para o seu bem acredite.
Bjs
João

Felipe disse...

Perfeito o texto, não é só com a Educação, infelizmente todas as áreas estão assim. E pior do que esse tipo de aluno -os quais "movimentam" este sistema - são os professores (e profissionais em geral) que se comprazem com o "esquema" e pensam só no dinheiro que botam no bolso: dão uma aula "molezinha" apenas para satisfazer este tipo de aluno. Dessa forma o professor se esforça pouco, agrada os alunos, e ganha o mesmo que um professor comprometido em ensinar de verdade.

Parabéns pelas palavras. Muito bem redigidas!

renhist disse...

Querida tem gente que pensa que a capital do Brasil é a Argentina(muitos nos Estados Unidos), vc quer o que? Banalização total da educação e olha que o Brasil é o país de todo mundo que mais sabe a história dos outros do que a nossa e olha que disso eu entendo. Afinal, querem um povo educado para que? As pessoas começam a questionar. Realmente não está fácil.

J.L.Tejo disse...

Mas que alunos. Ao invés do esforço para chegar ao nível exigido pelo professor -que, como profissional, sabe muito bem o que ministra e como ministra- querem o contrário, baixar o nível.

"The book is on the table" ad infinitum. Tão pagando, afinal de contas.

Ah, vi teu entrevero com a Capucci no twitter e acabei aterrisando no teu blog. Gostei, vou seguir.